Mostrando postagens com marcador Critica. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Critica. Mostrar todas as postagens

domingo, 31 de agosto de 2014

Seja feliz!



Ei? Vai viver, levanta dessa cama, faz aquela produção de arrasar e vai se divertir, chama seus amigos, seja feliz. Ficar ai se lamentando e chorando por ele, ou por qualquer outra coisa não vai te levar a nada!
Deixa eu te contar um segredo, a unica coisa que importa nessa vida é a nossa  própria felicidade, então vá atras dela.
Acorde no outro dia, de bem com a vida, coloque seus fones de ouvido, e sai por ai, selecione aquela playlist sensacional.
Viaje! Conhece novos lugares, novas pessoas, quem sabe não pinta alguém especial nessa loucura toda, afinal você merece.
Não se preocupe com os problemas uma hora passa e você aprende a conviver com ele, isso é a menor das coisas.
Gata, só uma coisa. Nada é mais importante que você, amor nenhum, pessoa nenhuma. Busque a si mesma primeiro, não cometa os mesmos erros do passado no futuro e o mais importante SE AME!

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Rabiscos: Agonia e esquecimento

Uma semana se passo, eu continuava agoniada. Você não me procuro, nem mandou mensagem, não entendi o porque. Eu estava com saudade de você, de te abraçar, de passar aquelas longas tardes conversando de baixo da árvore da sua casa.
Eu ficava ali olhando para o celular toda hora, a espera de um simples "Oi", e foi quando eu perdi as esperanças e te deixei de lado por um tempo, comecei a pensar mais em mim, me diverti com meus amigos, normal. Já não passava mais o tempo todo pensando em você, e de de repente meu celular apita, mensagem sua, dizendo que tava com saudade e queria me ver, e com isso todas aquelas lembranças voltaram, não resisti em te responder, e ficamos ali conversando.
No outro dia passei em frente ao campo onde jogava bola, você me olhou firme, eu olhei, e passei, minha vontade era de sair e te abraçar
A semana se passou toda, e eu voltei a minha rotina, como se você não tivesse nela.

sábado, 19 de julho de 2014

Rabiscos: Lua dos meus sonhos!

Estavas frio, estava escuro, a lua estava linda, e sobre ela nos dois. Não conseguia olhar em seus olhos sem me perder, não conseguia te encarar sem soltar um mero sorriso apaixonado, você me fisgou, e com um simples beijo me fez cair de novo em amores por você, senti esta vivendo novamente aquele velho amor, talvez escondido, mas não apagado.
Sentir sua respiração, seu rosto junto ao meu, e como uma surpresa você me beijou, você fez o que eu menos esperava, eu como apaixonada respondi da mesmo forma, sendo intensa. Seu abraço no final só me mostrou que querias meu bem, e com um beijo delicado que deu em minha bochecha, passando segurança, senti protegida em seus braços.
Seu cheiro guardado até hoje na minha blusa, me faz refletir e lembrar e não me arrepender, me faz reviver ao fechar os olhos aquela noite, na qual me mostrou que eu estava errada, que eu não tinha o que temer.
Mas amores de verão não duram para sempre, mas o nosso é de inverno, e quem saberá do nosso destino?



sábado, 7 de junho de 2014

Critica: A culpa é das estrelas- O filme


Hello! Bem gente ontem eu fui no cinema ver o tão esperado filme desse ano, para todos os amantes da leitura (Incluindo EU).Quando eu soube que teria o filme eu pirei, cara e foram messes de espera inacabáveis, e na semana do lançamento,mais angustia, enfim eu queria ir na estreia mas não deu, fui no dia seguinte com minhas amigas e nossa eu ouvia mas lagrimas do que tudo em todo cinema. Parabéns John Green você foi o cara que mais partiu corações e que mais fez pessoas chorar em todo mundo, outro parabéns por você ter tentado tirar a sua culpa e coloca nas estrelas, simplesmente parabéns por te escrito o meu livro que eu já. Mas estamos aqui para falar do filme então, o filme já quebro o record na pré-venda nos EUA  e aqui, e esta próxima de bater o recorde de bilheteria, olha que divo
E para começar eu vou dizer: Ele foi perfeito. Mesmo ele sendo um livro clichê (Por ser previsível ta, não pelo câncer), mesmo o John Green ser um escritor que mata um personagem e bota a culpa nas queridas estrelinhas, ele foi um dos filmes que mais estiveram perto do livro, parecia que eu estava vendo o que eu estava lendo, mas como nada é perfeito, tiveram alguns pontos que não foram citados, outros que vieram com erros mas pode ter certeza que é 90% do livro puro no filme , posso dizer que no cinema que eu fui não era lá essas coisas, a imagem não estava tão boa assim e o áudio também. 


1)A ex do Gus. No livro fala explicitamente que o Gus teve uma namorada que também morreu de câncer, já no filme não se fala nada sobre ela. Nada mesmo, ainda não sei o porque disso.

2) No livro fala que o Gus era alto, moreno e de olhos azuis. Mais como se percebe o Ansel não é nada disso. Outra troca de personagens também foi a do Peter Van Hauten, ele é descrito como um cara gordo careca, ja no filme ele é magro com cabelo, a unica coisa que deixaram certa nele foi a sua ignorância.

Mas mesmo com isso tudo eu ame, me apaixonei, e senti raiva novamente, não digo que chorei, pois não chorei.
E para você que ainda não assistiu o filme, eu te indico assisti-lo legendado, pois eu odiei a dublagem, e outra no dublado eles falam Okay sim, do jeito que é em inglês.
Bom pessoas  eu amei, vocês vão amar,e se você for uma daquelas pessoinhas que chora atoa melhor levar um lencinho


Se você não leu a resenha do livro Resenha: Acede