Mostrando postagens com marcador Poesias. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Poesias. Mostrar todas as postagens

sábado, 19 de julho de 2014

Rabiscos: Lua dos meus sonhos!

Estavas frio, estava escuro, a lua estava linda, e sobre ela nos dois. Não conseguia olhar em seus olhos sem me perder, não conseguia te encarar sem soltar um mero sorriso apaixonado, você me fisgou, e com um simples beijo me fez cair de novo em amores por você, senti esta vivendo novamente aquele velho amor, talvez escondido, mas não apagado.
Sentir sua respiração, seu rosto junto ao meu, e como uma surpresa você me beijou, você fez o que eu menos esperava, eu como apaixonada respondi da mesmo forma, sendo intensa. Seu abraço no final só me mostrou que querias meu bem, e com um beijo delicado que deu em minha bochecha, passando segurança, senti protegida em seus braços.
Seu cheiro guardado até hoje na minha blusa, me faz refletir e lembrar e não me arrepender, me faz reviver ao fechar os olhos aquela noite, na qual me mostrou que eu estava errada, que eu não tinha o que temer.
Mas amores de verão não duram para sempre, mas o nosso é de inverno, e quem saberá do nosso destino?



terça-feira, 20 de maio de 2014

Rabiscos: O abraço

Bem gente eu agora gostaria de ta compartilhando com vocês um texto que eu estou fazendo toda semana , e bem eu espero que vocês gostem.

E ela se pegou outra vez nos braços do seu amado, e com um abraço forte viu que outra oportunidade iria passar. Ter ele em, seus braços e não poder beija-lo, seria como a morte para ela. Pois ele também não ajudava muito sabia que um fato ao passada já havia acontecido, sabia de toda a historia e mesmo assim soltava um olhar irresistível, ela olhava para ele e meio abobada o respondia idiotices, mas o que ela realmente queria era que ele a tomasse pela cintura e a beijasse, ela queria o ele amor, ela queria apenas ELE para sempre. E assim ficou por toda daquela tarde de outono, ela ouvia o que queria, e só o que ele queria era provocar nela uma atração.
Mas ai ela pensa. Quem poderia querer uma geek? Quem poderia me escolher? Essa duvida se estendeu ao longo da conversa, e nos pensamentos dela ele apenas queria brincar com os seus sentimentos. Mais quem poderia responder isso? Ele pós então poderia responder com uma demostração, mas preferiu que o medo tomasse conta. A! Quem dera eles soubessem que aquela tarde mudaria tudo, que um simples momento transformaria a vida de ambos. E em mais uma tarde tudo fique a mesma coisa. E no seu ultimo abraço de despedida ouve uma atração dos dois, mais nada passava de apenas uma Abraço, cada vez mais intenso mais forte, parecendo que as suas almas se encontravam e se formavam únicas. Mas então ela se levanto e em seu ultimo gesto deu um beijo no rosto, mais com um pensamento que lhe era nos lábios, e ele soube corresponder. Ela pegou seu caminho e ele continuou ali parado observando o andar dela e o balançar de seus cabelos.


sábado, 8 de março de 2014

Resenha: A marca de uma lagrima

Oi pessoas, bem não sei se vocês perceberam mais toda vez que eu volto com uma postagem depois de um certo periudo, eu sempre volto com uma resenha de livro! kkkkkk
A resenha da vez é de um livro muito bom de Pedro Bandeira, ele é um livro que te dá uma lição sobre amor .
O livro fala sobre Isabel uma menina de 14 que se diz apaixonada por Cristiano seu primo de 16, que se apaixona por Rosana melhor amiga de Isabel. Com tudo isso Isabel acaba sendo o "cupido" do casalzinho escrevendo poemas e caratas para que ambos entregue um para o outro, sem saber que é ela que escreve todas as cartas. E meio a isso tudo ela conhece Fernando que acaba se tornando amigo e companheiro de testemunho da morte de diretora do colégio. Em uma noite Isabel toma alguns remédios e acaba indo parar no hospital, lá ela é quase morre pela assasina de dona Albertina, mas seu grande amor a salva, depois disso tudo ela reencontra Cristiano que se diz apaixonado por ela, mais ela acaba descobrindo que quem a salvo não foi Cristiano e sim Fernando, depois de cair tonta nos braços dele o livro acaba.
Bem eu acho que nessa resenha eu vou ser um pouco critica, então vamos lá.
O começo do livro é bobo, sinceramente é um começo idiota. Porque como pode uma menina de 14 anos se apaixonar assim so de ver o garoto, e não conhecer o seu eu , como pode? Talvez Pedro Bandeira esteja querendo fazer um jogo com a mente dos seus leitores . Mais enfim eu só achei que o livro foi ficando interessante de se ler depois da morte , porque o começo Isabel é uma menina idiota que aceita tudo e fica brigando com seu espelho, mas a culpa não é de Cristiano e sim da própria Isabel que fico fantasiando em sua cabeça uma coisa que nem mesmo existiu.
Achei interessante a forma que Pedro enfatizou o amor de Isabel como uma coisa fogoso, os seus poemas sendo ardentes e sensuais. Se isso acontecesse nos dias de hoje dirinham que ela é uma piranha simplesmente isso, mas ela sofria sozinha e não deixava que ninguém a não ser seu inimigo entrasse naquele seu mundo.
Bem gente apesar do começo ser um pouco bobo o livro é muito bom, Pedro Bandeira escreve romances lindos, e eu indico esses livros a vocês. Espero que tenham gostado e que gostem dele




quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Poesias

Gente sei que isso não é assunto para o blog, mais eu gostaria de compartilhar com vocês coisa que ando escrevendo!


Sabe o nosso pra sempre?
Talvez não seja o pra sempre!
Seja somente o infinito
o nosso pequeno infinito 
o nosso "vai durar pra sempre"
E ele ainda vai durar até onde tiver que da
até onde o futuro bem entender
Mais não é bom pensar nisso 
o bom é viver o agora correndo riscos
sentido a adrenalina do perigo que é gostar de você
Mais agota é inevitável não sentir nada
É complicado se desfazer do que mais te da alegria, paz e carinho
É difícil cai nessa tal vida real de que tantos falam 
e perceber o quanto é difícil  ter você só pra mim 
Infelizmente me deixei levar por esse sorriso lindo e esse jeito doce e safado (kk)
Olha a doida falando, mais queria pode te esquecer pra não me preocupar com esse tipo de coisa

isso ai pessoal uma poesia feita por mim espero que tenham gostado